Confissões de um cachorro e seu Falso Amigo

Capítulo 01 – PRÓLOGO

Eu tenho um péssimo amigo, e de bônus um péssimo hábito também. Me chamo ALFRED, algo meio Afrodite e Frederico. Sou com o perdão do trocadilho um CACHORRO, metade daqueles que lambem o pêlo e cheiram o traseiro dos outros, metade daqueles que pegam qualquer cadela por aí e depois nem lembra o nome. Sim, sou solteiro e tenho apenas 26 anos de idade, que para um cachorro comum seria muiiiiitttooos anos de vida, mas que para mim são apenas primaveras mal resolvidas pulando de lata em lata. Não sou vira-lata, nem sou de raça, só que como as aparências enganam, eu costumo viver com um pé na cachorrada e outro pé no pedigree. Minha mãe ainda vive comigo, mas meu pai a muito que não vejo. Gosto de gatas, todas, de qualquer estirpe. Costumo ladrar, mas no fundo todo mundo sabe que não mordo. Sou assim um simples cidadão canino disposto a mudar como todo mundo se dispõe a mudar, mas que na boa verdade da vida o que quero mesmo é relaxar e quem sabe até gozar no fim das contas.

Minha história começa quando resolvi seguir viagem até o outro lado da cidade, seguindo apenas o meu sexto sentido canino e meu olfato teimoso. O que havia do outro lado da cidade? Nada de mais, apenas certa cadela que tinha me pegado de jeito. Eu sei que nesse exato momento você deve estar me condenando, afinal de contas não se larga o conforto do lar em troca de um rabo animado e um latido sensual. A verdade é que a cidadã não era apenas uma simples cadela, a danada estava indo para o outro lado da cidade em busca do que sempre sonhou. É fato que ela não me convidou para ir, eu como sempre fui me oferecendo, disse para ela que eu era cachorro de rua, vivido, já tinha passado por várias correrias e que a carrocinha da vida nunca me levou com ela.

Então CARMEL, algo meio Caroline e Mellisa, sorriu para mim e disse que seria muito mais feliz comigo ao seu lado (na real ela pesou todos os prós e os contras, analisou e me questionou várias vezes, ficou insegura e com um baita medo de tudo), mas isso é um livro e meu editor pediu para enfeitar um pouco.

CARMEL é uma cadela daquelas que fazem jus ao termo cadela. Uma cadela em todos os prazeres em todos os significados do ser cadela. Isso foi o que me deixou babando que nem um cão doente. Ela é metade daquelas CADELAS que todo cachorro que subir, e metade daquelas CADELAS que nos faz sentir vira-latas. Na época estava estranhamente solteira, não entendia como uma deusa canina daquelas estava dando sopa por aí. Hoje ela tem 25 anos que como disse anteriormente seria bastante idade para uma cadela comum, só que para CARMEL isso tudo se resumia em muita inteligência e experiência. O que me deixava receoso era o fato dela ser da alta sociedade canina, ela têm pedigree saca? Pastora Alemã, mas não era do tipo de igreja não. Tem uma família unida, coisa rara nesse mundo cão. Sempre soube o que queria e isso não se encontra em qualquer cadela por aí. Então… Sejam bem vindos.

P.S.: Este é o prólogo do meu livro que não termino nunca… rs… O título do livro é: “Confissões de um cachorro e seu Falso Amigo”. Quem sabe um dia esse livro sai…

    • _Mila_
    • 3 agosto, 2008

    estava eu no meu breve intervalo ás 03:05am passeando por meu blog ia postar algo sobre diodos,dispositivos e afins qd um link nos meus favoritos me chamou a atenção cliquei e eis q eu e minha falta de atenção como ja o havia clicado outras vezes so me deparava com o primeiro post e a lesa n descia a barra de rolagem e perdeu a tempos de ler essas coisas maravilhosas mas ainda bem q o tal do insight me fez enfim descer a barrinha!!!vc cumpriu metade do prometido enqt estive ausente do mundo virtual da escrita tem um mes desde o seu ultimo post,sim isto é uma bronca!!!e sim isto tb é um pedido serei a primeira da fila p/comprar este livro e quero saber a continuação dele fiquei fascinada so com o prologo imagine o resto q ele reserva…por isso trate de continuar a escrever, pedido meu e de Agucci algo entre Agatha e Bianucci!!!obgda por me proporcionar o deleite das tuas sempre belas, inteligentes e reflexivas palavras! =*

  1. No trackbacks yet.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: